O Montado

 

O montado (chamado “dehesa” em Espanha), é uma das paisagens mais singulares da Península Ibérica. Estende-se por mais de 4 milhões de hectares em Espanha e cerca de um milhão de hectares em Portugal, sendo a Extremadura a região com maior superfície de montado (quase um milhão e meio de hectares).

A palavra ‘dehesa’ provém do latim “deffesa”, termo utilizado na Idade Média para os terrenos que se ‘defendiam’ ou ‘delimitavam’ impedindo o livre pastoreio do gado transumante.

Este ecossistema foi criado pelo homem para satisfazer as suas necessidades alimentares num meio de escassos recursos. Através do desimpedimento do bosque mediterrâneo formaram-se superfícies de arvoredo disperso, principalmente azinheiras e sobreiros que permitiam o crescimento das pastagens e o aproveitamento pecuário, agrícola e florestal.

No montado, o gado suíno, ovino, bovino ou caprino é criado em regime extensivo, através do aproveitamento das pastagens. A agricultura, além de constituir uma fonte de receitas, ajuda a controlar a invasão do mato e proporciona alimento para o gado, ao passo que a exploração do arvoredo permite a obtenção de múltiplos produtos florestais como a cortiça, a bolota, a lenha, ou o carvão vegetal. Além disso, este sistema de exploração possibilita outros tipos de aproveitamento como a caça, a pesca ou o turismo.

O montado, considerado pela União Europeia como um Sistema de Alto Valor Natural, é um modelo de desenvolvimento sustentável com grande valor ecológico, económico e social.